segunda-feira, 28 de julho de 2014

Pão doce de canela


Incentivados pelo convite para participar de um novo encontro de Blogueiros em Porto Alegre, aqui estamos nós trazendo mais uma receita de pão muito saborosa. Foi adaptada do livro "Pães e outras delícias - passo a passo" e deu certinho. É muito parecida com esses "Rolinhos de canela" que publicamos em setembro de 2010.
Rendimento: aproximadamente 12 unidades
Tempo de preparo: aproximadamente 40 minutos
Tempo de descanso e crescimento: mais ou menos 2 horas
Utensílios: 1 forma de metal de 30 cm (fundo removível opcional - facilita); 1 pincel.
Ingredientes: 1/2 xícara de leite; 100 gramas de manteiga sem sal; 2 sachês de fermento biológico seco; 1/3 de xícara de açúcar; 500 gramas de farinha de trigo, mais um puco para polvilhar; 1 colher (chá) de sal; 2 ovos; óleo vegetal ou manteiga para untar.
Recheio e cobertura: 3 colheres (sopa) de canela em pó; 100 gramas de açúcar demerara (pode ser refinado, mas o demerara é melhor); 1 colher (sopa) de manteiga derretida; 1 ovo ligeiramente batido; 2 colheres de açúcar.
Modo de fazer:
Em uma tigela grande misture os ingredientes secos. Aqueça o leite com a manteiga, até que ela derreta, deixe amornar. Misture aos ingredientes secos. Junte os ovos batidos. Amasse bem e sove até soltar das mãos e a massa ficar macia (se precisar acrescente mais farinha aos poucos). Coloque a massa em uma tigela untada e coberta com filme PVC para crescer até dobrar de tamanho (1 a 2 horas). Enquanto isso, faça o recheio misturando o açúcar demerara e a canela. Depois de crescida, sove a massa mais um pouco e abra com um rolo em um retângulo de 40 x 30 cm. Pincele com a manteiga derretida. Espalhe o recheio de açúcar e canela e pressione com a mão para que grude na massa. Enrole como um rocambole pelo lado mais comprido sem apertar muito. Corte cerca de 12 pedaços com faca de serra. Unte e forre a forma com papel manteiga untado. Coloque os rolinhos na forma e deixe crescer coberto por mais 1 hora. Preaqueça o forno a 210°C. Pincele com o ovo batido e asse por 25 a 30 minutos ou até dourar. Depois disso, dissolva 2 colheres (sopa) de açúcar em 2 colheres (sopa) de água morna e pincele os pães, polvilhe o restante do açúcar com canela. Desenforme e deixe esfriar sobre uma grade.

domingo, 26 de janeiro de 2014

Filé de Porco ao Shoyu, Mel e Laranja do "Gastronomismo"


Compramos um Filezinho de Porco e queríamos fazer de um jeito diferente. Pesquisando na internet, encontramos esta receita. A foto não faz justiça ao sabor, maciez e aroma. Ficou muito bom! Fizemos pouquíssimas modificações.

Para 4 pessoas:

Ingredientes:
1kg de filé de porco (usamos 1,5 kg); 2 laranjas; 1 dose de cointreau (opcional) (não usamos); 3 colheres de sopa de molho de soja; 2 colheres de sopa de mel; 2 dentes de alho ralados; 50g de manteiga (substituímos por fatias de bacon). Acrescentamos 1 colher de sopa de mostarda.
½ colher de farinha de trigo
½ colher de sopa de manteiga
pimenta do reino
sal (não usamos, o shoyu foi suficiente)

Modo de preparo:
Em uma tigela grande, misturar o molho de soja, mel, dentes de alho, mostarda e cointreau. Retirar as raspas e espremer as duas laranjas, adicionar à tigela. Limpar o filé de porco, retirando qualquer resquício de gordura ou membranas. Levar à tigela e deixar marinando por cerca de vinte minutos.
Em uma forma, acondicionar os filés e distribuir pedacinhos de manteiga por cima da carne (usamos bacon). Essa gordura que vai impedir que fiquem ressecados. Assar em forno médio por cerca de 20 minutos (o nosso ficou uns 50 minutos). No final retiramos as fatias de bacon para dourar os filés e colocamos numa forma à parte.
Com os dedos, misturar a manteiga com a farinha de trigo e fazer uma mistura chamada de roux. Levar a marinada para o fogo baixo, mexendo de vez em quando, até ferver. Ir adicionando o roux aos poucos, até engrossar (acrescentamos o caldo que se formou na forma).

Montagem:
Servir o filé em fatias grossas, banhadas em molho e acompanhado com arroz de jasmim (usamos arroz comum, feijão, farofa e salada).

Obs: 
O site Gastronomismo (que não conhecia) tem um ótimo vídeo mostrando o passo-a-passo e diversas receitas legais.

sábado, 18 de janeiro de 2014

Torta de maçã verde da Rita Lobo

Depois de 6 meses sem postar, estamos de volta com esta Torta de Maçã da Rita Lobo. O diferencial dela é a maçã verde e a massa crocante. Fizemos exatamente como está no Site e ficou excelente!
Rendimento: serve 8 pessoas
Tempo de preparo: 20 minutos + aproximadamente 1hora no forno

Para a massa e montagem:
Ingredientes:
4 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (chá) de sal
1 colher (chá) de fermento em pó
200g de manteiga gelada, cortada em cubinhos 
1 lata de creme de leite (com o soro) (usamos uma caixinha e meia)
1 gema para pincelar

Modo de preparo:
Preaqueça o forno a 180ºC (temperatura média). Numa tigela grande, coloque a farinha, o sal e o fermento. Junte os cubinhos de manteiga e, com as pontas dos dedos, vá misturando, até formar uma farofa grossa. Não dissolva completamente a manteiga. Junte o creme de leite e trabalhe a massa, apenas até formar uma bolota. Transfira a massa para uma superfície lisa e continue trabalhando, sovando, até que ela fique uniforme, mas evite trabalhar a massa mais do que isso. O ideal é deixar pontinhas de manteiga intactas — elas fazem a massa ficar mais crocante. Corte e reserve na geladeira 1/3 da massa, que será usada para fechar a torta.

Com um rolo, numa superfície enfarinhada, abra o pedaço restante da massa até ficar grande o suficiente para cobrir o fundo e a lateral da forma. Enrole a massa no rolo de macarrão e desenrole sobre a forma. Com os dedos, pressione a massa contra as laterais (para formar um parede sólida) e retire as sobras. Com um garfinho, faça furos no fundo da massa, para que ela não infle ao assar. Cubra a massa com papel-manteiga (usamos papel-alumínio) e preencha todo o fundo da forma com feijão, apenas para fazer peso. Leve ao forno preaquecido para assar por 10 minutos. Retire o papel-manteiga com os feijões. Enquanto isso, prepare o recheio.

Truque culinário da Rita Lobo: usar feijões para assar a torta

Retire os feijões e o papel-manteiga da massa preassada. Antes de colocar o recheio, polvilhe com ¼ de xícara (chá) de farinha de rosca. Isso serve para que a massa não fique molhada e a farinha ainda forma um creminho. Coloque as maçãs na forma e polvilhe com o restante da farinha de rosca. Abra a massa restante com o rolo e cubra a torta. Com as pontas dos dedos, pressione as beiradas e retire o excesso de massa. Faça um pequeno corte em cruz no centro da torta para que, ao assar, o vapor tenha por onde sair.

Se quiser fazer os filetes para quadricular a torta, faça uma bolota com as rebarbas e abra a massa novamente. Corte os filetes com uma faca grande e decore a torta. Leve a torta para assar por 1h10 (ficou 50 minutos) no forno preaquecido a 180ºC, ou seja, temperatura média. Retire do forno e pincele com uma misturinha de 1 gema com 1 colher (sopa) de água. Volte ao forno para terminar de dourar, cerca de 10 a 20 minutos. Sirva quente com sorvete de creme.

Como fazer o recheio de maçã:
Ingredientes:
½ xícara (chá) de farinha de rosca
6 maçãs verdes médias (usamos 4 maçãs)
1 ½ colher (chá) de canela em pó
½ colher (chá) de noz-moscada ralada
1 colher (sopa) de essência de baunilha
3 colheres (sopa) de suco de limão
1 xícara (chá) de açúcar

Modo de preparo:
Corte as maçãs ao meio e retire as sementes. Apoie a parte plana das maçãs sobre uma tábua e corte em fatias bem finas. Num recipiente grande, coloque todos os ingredientes, menos a farinha de rosca. Misture bem para que as maçãs absorvam os temperos. Lembre-se de polvilhar a massa preassada com a farinha de rosca, antes de rechear com a maçã preparada, conforme a montagem descrita no preparo da massa.

domingo, 30 de junho de 2013

Chegou o Kit Mococa!

É bom ganhar presente! Fomos sorteados pela Daniana, do gostoso Cozinha sem Drama, com esse delicioso Kit da Mococa. Estamos cheios de ideias para usar todos os produtos... Breve retornaremos com novas receitas, abraços!

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Pão de azeitona: a Fernanda Vielmo fez!

É ótimo ver nossas receitas reproduzidas e aperfeiçoadas por nossos seguidores e leitores. A Fernanda Vielmo pegou nosso Pão de azeitona fez e ainda criou uma versão "focaccia", acrescentando alecrim e sal grosso, deve ter ficado muito bom. Como não pudemos provar, vamos ter de fazer a nossa também...
A Fernanda é daqui de Santa Maria e tem uma comunidade no site Panelinha com ótimas receitas. Valeu Fernanda!

sábado, 11 de maio de 2013

Carne fria (filé mignon)

 Aqui estamos nós novamente, não abandonamos nossos seguidores nem nosso blog, apenas ocorreram alguns percalços, já solucionados.
Essa carne é fácil de fazer e muito saborosa. Tira-gosto, sanduíche, entrada ou mesmo prato principal... é assim que ela pode ser servida, pois é muito versátil. Fizemos um pão de azeitona com azeitonas verdes recheadas e outro com azeitonas pretas, os quais acompanharam perfeitamente. Vamos à receita:
Modo de fazer:
Tempere 1 peça de filé mignon a gosto (usamos pimenta, sal, mostarda, alho, temperos secos, etc) e deixe marinando por cerca de 2 horas. Leve uma panela ao fogo com água que cubra a carne, junte 1 xícara de vinagre de uva branca, 2 cebolas, 2 dentes de alho, salsa e cebolinha. Quando ferver, junte a peça de filé temperada e deixe por 10 minutos, desligue o fogo e deixe a carne esfriar no líquido. Depois de fria enrole a carne em papel filme e leve à geladeira por 12 horas (ou de um dia para o outro). Na hora de preparar, leve ao fogo 2 colheres de azeite, 2 cebolas grandes fatiadas, salsa e cebolinha picadas, sal a gosto, uma xícara do caldo do cozimento da carne e deixe aquecer sem ferver, a cebola tem que continuar crocante. Fatie a carne bem fininha e arrume em uma travessa camadas de carne, o molho de cebolas ainda quente, azeitonas fatiadas e regue generosamente com azeite de oliva, faça camadas até acabar a carne.
OBS: O filé pode ser substituído por lagarto (tatu) só que tem que cozinhar na panela de pressão.
Aqui a Rosley em meio ao olival das Olivas do Sul, em Cachoeira do Sul, usamos o excelente azeite produzido por eles na nossa receita. Aproveito (Jotta)  para desejar a ela um feliz Dia das Mães e dizer que Deus me abençoou com a melhor mãe que nossos filhos poderiam ter. 

segunda-feira, 18 de março de 2013

Stromboli

Mais um pão... Muito, mas muito gostoso mesmo. A receita original do Bem Simples leva presunto cru, mas é muito caro, fizemos com bacon, substituição aprovada. Nosso toque especial ficou por conta do Sal do Himalaia, aquele rosinha ali em cima, mas pode colocar sal grosso moído que também vai ficar ótimo.
Massa:
1 kg de farinha de trigo; 600 ml de água morna; 3 envelopes de 10 gr de fermento biológico em pó; 1/2 xícara de chá de açúcar; 1 colher de sopa de sal; 100 ml de azeite de oliva.
Recheio:
400 gr de queijo muçarela; 200 gr de bacon fatiado (pode substituir por presunto, calabresa, etc); azeite de oliva; folhas de manjericão; 2 dentes de alho picado; 
Para decorar:
Alecrim e sal grosso

Modo de fazer:
Misture 3 xícaras de farinha de trigo aos demais ingredientes secos numa tigela grande. Acrescente a água e o azeite, misture bem e vá acrescentando o restante da farinha de trigo aos poucos até soltar das mãos. Sove bem, coloque a massa em um saco plástico fechado e deixe descansar em local protegido até dobrar de tamanho (aproximadamente 1 hora). 
Após isso, divida a massa (nós dividimos em dois pães grandes) e abra sobre uma superfície lisa. 
Pincele com azeite de oliva, espalhe o queijo, o bacon por cima, as folhas de manjericão e o alho picado.
Enrole como um rocambole, faça furos profundos com uma faca (daí a origem do nome "Stromboli" é um vulcão da Itália, por esses buracos o queijo deve sair...), "plante" o alecrim, polvilhe com o sal e coloque em forma com fubá espalhado no fundo. Deixe crescer novamente.
Pré-aqueça o forno médio-alto (250° C). Coloque os pães e asse até que fiquem dourados.

sábado, 16 de março de 2013

Retornando com um bolo de maracujá

Depois de um bom tempo, retornamos com uma receita antiga, fácil, rápida e que agrada a todos daqui de casa, é esse Bolo de maracujá, cuja receita já foi publicada em 2011. Esse nem precisou calda de maracujá e mesmo assim ficou delicioso. Abraços a todos! Aos poucos, voltaremos a visitar nossos queridos amigos e amigas! 

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

31 de dezembro - Aniversário da Rosley

Nesta data, 31 de dezembro, o mundo comemora a passagem do ano. Nós, aqui em casa, comemoramos o aniversário da Rosley. Ela recebe vários presentes, mas, aqueles que convivem com ela são presenteados com sua presença. 
Desde o dia em que a conheci, sou abençoado com seu amor, amizade, carinho, cumplicidade, dedicação e muitas outras qualidades, que no início do casamento, foram direcionados para mim e após a vinda do Ruan e do Jonan, são repartidos com eles.
Mais um ano se passa, e mais uma vez agradeço a Deus por tê-la colocado na minha vida. 
Parabéns Rosley! Que Deus continue a abençoar tua vida com saúde, paz e bençãos sem fim! Te amo!
Aproveito para desejar um Feliz Ano Novo a todos nossos amigos!

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Pão de azeitona

Atualmente temos acesso ao Canal Bem Simples, a Elisa Brites disse pra gente que eu (o Jotta) ia gostar muito do programa "A Confeitaria", pois gosto de fazer pães e bolos. Ela acertou. Embora não assista tanto assim, de vez quando dou uma olhada. Numa dessas, vi esse pão no "Cozinha Caseira" que, originalmente, é feito com azeitonas pretas. Como a Rosley não gosta muito do sabor dessa azeitona, resolvi testar com a verde. Deu muito certo! É um pão salgado, por conta da azeitona, mas que pode ser comido com geleia, para aqueles/as que gostam da mistura doce/salgado.
(Foto tirada com o celular...)
Ingredientes:
1 kg de farinha de trigo; 1/2 xícara de chá de açúcar; 1/2 colher de sopa de sal; temperos secos (orégano, salsa, cebola, alho, ervas finas) a gosto; 3 sachês de fermento biológico seco;  2 colheres de sopa da água das azeitonas; 1/2 xícara de óleo; 1/2 litro de água morna (pode ser leite); 3 ovos; 1 xícara de chá de azeitonas verdes picadas;
Modo de fazer:
Coloque 2 xícaras de farinha de trigo numa bacia ou tigela aberta e acrescente todos os demais ingredientes secos, misture bem. Misture, aos poucos, os demais ingredientes líquidos. Reserve as azeitonas. Aos poucos vá acrescentando o restante da farinha de trigo até que solte das mãos, sove bem... Pelo menos uns 10 minutos... Coloque a massa, depois de pronta, em um saco plástico limpo e amarre. Cubra com um pano, coloque em um recipiente e deixe descansar até dobrar de tamanho em local protegido (uso o forno). Após crescer, abra a massa em uma superfície enfarinhada, vá retirando porções e incorporando as azeitonas. Pode fazer o pão redondo ou em formas de bolo inglês. Deixe dobrar novamente de tamanho. Pré-aqueça o forno médio (210° C) e leve para assar até dourar. 

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Sorbet ou sorvete de morango


O verão aqui em Santa Maria-RS chegou muito quente. Ontem, 12:20, o termômetro estava marcando 33 graus à sombra, no final da tarde passava dos 36 graus... Hoje pode-se dizer que está tranquilo, 26 graus... Assim, nada melhor do que algo gelado e leve. Esse sorbet, a Rosley experimentou na casa de uma amiga, a Lina, mas quem fez e deu a receita foi a Simone. A Rosley fez e todos aprovaram. Simples, rápido e gostoso! Vale a pena testar!
Ingredientes: 2 claras, 1 xícara de açúcar, 2 xícaras de morangos picados, 1 lata de creme de leite ou 2 caixinhas.
Modo de fazer: Coloque na batedeira as claras, o açúcar e os morangos e bata por 10 minutos (parece que não vai dar em nada, mas cresce bastante, tem que ser 10 minutos mesmo, o barulho da batedeira é chato, então eu ligo, fecho a porta da cozinha e só volto 10 minutos depois). Depois disso, misture o creme de leite delicadamente, ponha em um recipiente e leve ao freezer. Rende aproximadamente 2 potes de sorvete.
Obs 1: essa calda de morango foi feita com a sobra dos morangos e um pouco de açúcar, levados ao fogo até ficar cremoso e brilhantes. É opcional.
Obs 2: Pelo pouco que li a respeito, a grande diferença entre o sorbet e o sorvete, é que no sorbet não vai leite (embora nesse vai creme de leite)... Na dúvida, faça!

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Arroz com Hana-Nirá e Espetinhos de filé com Creme de Alho


Conforme prometido no post anterior, embora um tanto atrasados, aí vai a receita com o Hana-Nirá que trouxemos de Fortaleza. Para quem não conhecia, nosso caso, pesquisamos na Internet e descobrimos que o Nirá também é chamado de cebolinha japonesa e é da família do alho. Tem um sabor sútil e suave, gostamos muito. Estas informações foram retiradas do Blog Ervas e aromas, do Blog Djalma Araújo e do Rainhas do Lar. Ah, Hana significa flor, assim utilizamos a flor e o próprio Nirá.
Receita totalmente executada pela Rosley:
Cozinhei 3 xícaras de arroz com o tempero pronto com açafrão, da Dubom, que ganhamos da Vovó Cristina. Cozinhei no vapor um maço de Hana-Nirá. Assei no forno, por cerca de 30 minutos, uma cabeça de alho enrolada no papel alumínio (receita dos Espetinhos com Creme de Alho retirada da embalagem da Maionese Hellman's). Temperei 1 peça de filé mignon com sal e pimenta do reino, cortei em cubinhos e espetei em palitos de churrasquinho com cebolas e pimentão vermelho, grelhei na panela elétrica. Depois de dourada a carne, aproveitei a rapa da panela e fritei uma cebola picadinha, depois da cebola ter ficado dourada, juntei o Hana-Nirá. Joguei em  cima do arroz . Depois do alho assado, espremi os dentes do alho (fica um creme), misturei com uma colher de sopa de maionese e espalhei em cima dos espetinhos. 
Ficou um prato colorido bonito e gostoso.
Obs: na visita a Fortaleza esquecemos de falar da Sorveteria do Juarez, cuja simplicidade e sabor nos conquistaram. 

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Rosley e Jotta... viajando (Fortaleza)


Nosso sumiço foi motivado por uma viagem a Fortaleza e alguns probleminhas encontrados no nosso retorno, tudo resolvido, graças a Deus! 
Fomos reencontrar amigos muito queridos: a Marília, o Augusto, o Júnior e a Caroline, e também o Iha e a Zezé. O tempo, 8 dias (menos 1 dia pra ir e outro pra voltar), foi muito pouco, mas aproveitamos bem. Agradecemos aos nossos anfitriões pela acolhida e já prometemos voltar com mais tempo! Agradecemos também à Vânia do Guloso e Saudável pelas dicas, infelizmente não pudemos encontrá-la, quem sabe numa próxima? Vamos tentar resumir nossa estada... Clima maravilhoso todos os dias: quente, mas com uma brisa constante. Comida da melhor qualidade. Bate-papos muito agradáveis. 
Fomos: ao Croco Beach (ótimo ambiente); ao Centro das Tapioqueiras (tapiocas deliciosas); ao Geppo's (ótima música); ao Museu da Cachaça e iPark (nos perdemos mas achamos...); à praia de Flecheiras e Guajiru, com direito a passeio de barco na foz do Rio Mundaú (lindas praias e uma pizza de camarão fantástica na Pizzaria do Nonô); ao Dragão do Mar (show folclórico e café no Santa Clara Café); ao Chico do Caranguejo (patolas deliciosas); Beach Park (pargo gostoso) e conhecemos o Aquaville Resorts. Passeamos no Jardim Japonês, no QG da 10ª Região Militar, no Mercado Central (de onde trouxemos castanhas, Geleia de Cupuaçu, de Cajá, de Canela e outras coisinhas...) e na Feira de Artesanato. 
Além disso, fizemos Pão de Cebola, Escondidinho de Bacalhau e Torta de Limão. Também fomos a alguns Shoppings, mas ficamos impressionados mesmo foi com o Mercado Japonês. Quanta coisa diferente e gostosa... Compramos Hana-Nirá e trouxemos. A Rosley fez um prato delicioso com ele, o qual será mostrado na próxima postagem. Estamos de volta ao nosso cantinho, e voltaremos a visitar nossos blogs amigos em breve. Abraços a todos!

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Pão doce de milho da Gina e da Josy

Esse pão de milho estava na nossa lista de pães a serem provados faz tempo... Mais precisamente, desde 28 de dezembro de 2011, data da postagem da Gina. A Gina viu essa receita num post da Josy de 01 de dezembro de 2011, e assim, as receitas vão passando de mão em mão. Não usamos o leite em pó, pois não costumamos ter em casa. Não sabemos se fez muita diferença, ficou muito bom, mas achamos que o pão poderia ser um pouco mais doce, na próxima vez poderíamos colocar mais leite condensado.
Essa receita vai para a categoria "Rosley e Jotta cozinhando... com Gina e Josy"! 
Obs 1: foto do celular

Ingredientes:

1/2 lata de leite condensado (+- 200 g); 1/2 lata de milho verde; 2 ovos; 2 colheres (sopa) de margarina; 1 colher (sopa) de leite em pó (não usamos); 1/3 xícara (chá) de leite; 1 pitada de sal; 500 g de farinha de trigo; 10 g de fermento biológico seco (2 colheres de chá ou um sachê); fubá para polvilhar.

Modo de fazer:

Bata tudo no liquidificador, exceto a farinha de trigo e o fermento. Coloque numa tigela a metade da farinha de trigo e todo fermento. Acrescente a mistura do liquidificador e misture bem. Aos poucos, vá acrescentando o restante da farinha. Sove bem até ficar uma massa lisa e homogênea. Coloque a massa em um saco plástico fechado e leve para descansar e crescer em local protegido (nós usamos o forno, aquecido por 5 minutos e desligado).
Tendo dobrado de tamanho, sove novamente, enrole como rocambole, distribua em formas de bolo inglês untadas e enfarinhadas com fubá. Deixe descansar aproximadamente 1/2 hora e faça cortes como desejar. Leve ao forno preaquecido a 210° até dourar. Não deixe esfriar nas formas, retire e coloque sobre uma grade. Rendeu três pães de bom tamanho.

Obs 2: Gina e Josy, obrigado pela receita e perdoem as modificações...

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Bolo Light de limão com capim-santo

Um pouco afastados, mas não abandonamos nosso cantinho. Temos cozinhado bastante e postado pouco... Vamos tentar voltar a ter mais regularidade nas nossas postagens e em nossas visitas e comentários. 
Quando vemos nossos "blogs amigos" fazendo uma postagem atrás da outra, ficamos impressionados com a capacidade criativa, a qualidade e o profissionalismo na administração dos blogs, por isso queremos parabenizá-los. 
Mas, vamos deixar de "lero-lero" e partir para a receita, que, aliás ficou excelente. Bolo macio e muito saboroso. Fizemos sem a cobertura, a qual, não fez falta. Receita retirada do "Meu guia de receitas light - União" que veio junto com dois pacotes de Açúcar União Light. (Este não é um publieditorial)

Ingredientes: 

Bolo: 

3/4 de xícara de leite desnatado; 2 sementes de cardamomo; 2 talos de capim-santo picados; 1/2 xícara de margarina light; 1 xícara de açúcar União Light; 3 gemas; raspas de 1 limão; 1/4 de xícara de suco de limão; 2 xícaras de farinha de trigo; 1 colher (sopa) rasada de fermento químico em pó; 3 claras em neve.

Cobertura (opcional): 

4 colheres (sopa) rasadas de açúcar União Light; 2 colheres (chá) de suco de limão; raspas de 1 limão.

Modo de fazer:

Bolo: 

  • Ferva o leite com o cardamomo e o capim-santo por 2 minutos, deixe esfriar. 
  • Na batedeira, bata a margarina com o açúcar e as gemas até obter um creme esbranquiçado. Junte as raspas, o suco e o leite coado e misture bem. Adicione a farinha previamente peneirada com o fermento, mexendo delicadamente com uma espátula. Por fim, incorpore a clara em neve. 
  • Despeje na forma (retangular 20x30cm) untada e enfarinhada e asse no forno preaquecido (180°C) até dourar e firmar (espete um palito e veja se sai limpo). Depois de morno, espalhe a cobertura (é só misturar os ingredientes), deixe esfriar e corte em quadrados. Sirva em temperatura ambiente.

sábado, 25 de agosto de 2012

Rosley e Jotta... viajando (Brasília-DF)

Peixada caprichada (capixaba?) preparada pelo Patareli...
Neste último mês estivemos viajando/passeando/revendo nossos/as amigos/as de Brasília. Foi ótimo estar lá! Reencontramos pessoas muito queridas e deixamos de encontrar outras por pura falta de tempo. É muito bom saber que temos muitos amigos. Amigos na verdadeira acepção da palavra, amigos sinceros que: "sabem entender o silêncio e manter a presença mesmo quando ausentes", como escreveu Renato Teixeira. A todos eles, nosso agradecimento por nos proporcionar momentos de pura felicidade, especialmente à Leila, ao Augusto Patareli e Dona Ruth que nos hospedaram.



Nas fotos ao lado, estávamos curtindo um show do bandolinista Dudu Maia no Clube do Choro.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Trança de cará

 
A Rosley viu essa receita no livro "200 Receitas União - (2º volume - reedição)" só que, a única coisa que usei da receita foi o cará e o formato de trança. 
Ficou muito boa! Massa leve, saborosa, cresceu bastante. Aliás, cresceu tanto que tive de dividir e acabou  rendendo duas tranças... Façam e confirmem.
Ingredientes:
250 gr de cará cozido e espremido; aproximadamente 1 kg de farinha de trigo; 1/2 xícara de açúcar; 1 colher de sopa de sal; 2 sachês de fermento biológico seco; 1 sachê de Melhorador de pão; 1 xícara de água morna do cozimento; 1/2 xícara de leite; 1/2 xícara de óleo; 2 ovos; 1 gema para pincelar.

Modo de fazer:
Misture 2 xícaras de farinha de trigo, os demais ingredientes secos e o cará. Acrescente os líquidos e misture bem. Aos poucos vá juntando a farinha de trigo e sovando até soltar das mãos. Coloque a massa em um saco fechado, numa bacia, coberta por um pano limpo e em local aquecido (liguei o forno por 5 minutos e desliguei), por cerca de meia-hora ou até dobrar de tamanho. 
Divida a massa em três partes, faça três rolos e enrole como uma trança. Coloque em assadeira com fubá, para não grudar, e deixe crescer novamente por cerca de 20 minutos. 
Enquanto isso, pré-aqueça o forno médio para alto (250°C). Pincele a trança com 1 gema misturada com uma colher de sopa de água e polvilhe com açúcar cristal. Leve ao forno por cerca de 30 minutos e/ou até dourar.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Torta crocante de maçã verde, do Jotta

Ontem, assistindo ao quadro "Mestre cuca" do programa Rosa Shock, que passa no Canal da Net de Santa Maria, vi uma receita de "Apple Crumble" e resolvi que ia fazer hoje. Aproveitando a saída da Rosley com a Neiva e a Aninha, que vieram de Porto Alegre nos visitar, resolvi colocar mãos à obra. A receita era tão simples que nem anotei, mas, na hora de executar, acabei modificando bastante o recheio e a cobertura. Por isso, o nome...

Ingredientes: 
Do recheio: 4 maçãs verdes, descascadas e fatiadas; 1/4 de xícara de uvas passas brancas; 1 lata de Leite Moça; 1 caixinha de Creme de Leite; raspas de um limão; 1 colher de chá de fermento químico em pó.
Da cobertura: 2 xícaras de chá de farinha de trigo integral; 1/2 xícara de chá de açúcar mascavo e 1/2 de açúcar; 150 gr de manteiga sem sal gelada e picada em pedaços; canela em pó.
Modo de fazer: 
O recheio: Misture o leite condensado, o creme de leite, as raspas de limão e o fermento (dica da caixinha para não talhar o creme, ao ferver), reserve. Espalhe as maçãs e as uvas passas em um refratário untado com manteiga. Despeje o creme sobre as maçãs.
A cobertura:
Misture a farinha e o açúcar, coloque a manteiga e mexa até virar uma farofa. Espalhe sobre o recheio e polvilhe a canela. (sobrou 1/3 da farofa). Leve ao forno médio até borbulhar o recheio e dourar a cobertura.

Obs: ao retornar do passeio, as mulheres foram recebidas com aquele cheirinho gostoso e todas provaram e aprovaram. 

terça-feira, 10 de julho de 2012

Bolo de rolo com sorvete e chocolate

Inspirados no "Triângulo Amoroso" do Restaurante Cozinhando Escondidinho, lá de Recife, o qual, um dia, se Deus quiser, iremos conhecer, criamos nossa versão dessa sobremesa, muito simples. 
A base é o bolo de rolo, que pode ser substituído por um gostoso rocambole, acompanhado de uma ganache de chocolate e um sorvete a gosto do freguês, usamos sorvete de creme. 
Essa ganache foi feita com 150 gr de chocolate amargo picado e uma caixinha de Creme de leite aquecidos numa panelinha sem deixar ferver.
Particularmente, gostamos mais da versão com o chocolate "zerado" por cima. Nossos amigos: Júlio César e Tânia aprovaram, depois de comer um gostoso arrumadinho de carne de sol (feita em casa) com feijão verde trazido de nossa viagem ao Recife e farofa de ovo.

domingo, 24 de junho de 2012

Cuca da Cenaide

Desde a primeira vez que experimentamos essa cuca, na casa da D. Dalva, ficamos com vontade de fazer. Dona Dalva é uma pessoa muito querida por nós, tem 87 anos e costura divinamente. A Cenaide mora com ela já faz muito tempo e é quem cuida dela com muito carinho. Entre as muitas qualidades que a Cenaide tem, uma delas é cozinhar bem. Assim, passamos a dividir essa receita com pequenas alterações, que foi retirada de uma revista Ana Maria, de 23 de novembro de 2007, cujo nome original é "Torta farofa crocante". Vale a pena fazer, fica uma massa crocante e um recheio cremoso muito gostoso. O Jonan, nosso filho mais novo, que é bastante crítico, disse que essa cuca foi a melhor que já fizemos.

Ingredientes: 
Do recheio: 1 lata de leite condensado; 2 colheres (sopa) de amido de milho; 2 xícaras de leite; 2 gemas; 2 colheres (sopa) de margarina; 1 lata de creme de leite, sem soro; 1 colher (chá) de extrato de baunilha.
Da massa: 3 xícaras de farinha de trigo; 1 colher (sopa) de fermento químico em pó; 1 ovo; 1 xícara de açúcar; 150 gr de margarina; 1 xícara de nozes picadas.

Modo de fazer:
O recheio: em uma panela coloque o leite condensado, o amido dissolvido no leite, as gemas peneiradas, a margarina (usei manteiga) e o extrato de baunilha. Leve ao fogo, cozinhe, sem parar de mexer, até engrossar. Desligue o fogo, misture o creme de leite e coloque um papel filme plástico sobre o creme para não criar película. Deixe esfriar.
A massa: Misture todos os ingredientes, menos as nozes, e faça uma farofa com as mãos. Reserve 1/4 da farofa e, com o restante, cubra o fundo e as laterais de uma forma (usamos uma de, aproximadamente, 40x20 cm). Na farofa restante misture as nozes picadas. Sobre a massa coloque o creme e, por cima, distribua a farofa com as nozes (polvilhamos também com canela e açúcar - opcional). Leve ao forno pré-aquecido (210° C) e asse até dourar. Se quiser deixe esfriar e leve à geladeira ou coma à temperatura ambiente aqui do Sul, no inverno.

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Geleia de morango

De vez em quando a gente cisma de fazer geleia de morango, a qual, normalmente, fica muito melhor do que as que compramos nos supermercados. Já fizemos de várias maneiras, e essa é a que tem dado certo ultimamente. Os ingredientes são simples e a forma de fazer só exige um pouco de paciência.

Ingredientes: 600 gramas de morangos lavados e sem o cabinho; 3 xícaras de açúcar; caldo de 1 limão.
Modo de fazer: Em uma panela ponha os morangos, o açúcar e o caldo do limão, leve ao fogo. Assim que começar a juntar líquido, tire os morangos e passe pelo espremedor de batatas, retorne a panela ao fogo e  deixe dar o ponto de geleia. Para isso, vá testando em um prato frio.

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Dia dos Namorados


Hoje não vou postar nenhuma receita, vou homenagear o meu namorado Jotta. Temos o hábito de cozinhar e fazer palavras cruzadas juntos, pois a que usamos, "A Recreativa", às vezes, é bem difícil. Completando o "Cair das Letras", li a frase acima, da poetisa petropolitana Carolina A. de Castro e resolvi fazer essa postagem que resume meu sentimento em relação aos 33 anos de namoro que completaremos no próximo dia 10 de junho.

terça-feira, 5 de junho de 2012

Bolo de fubá com cobertura de milho

 
Era pra ser um bolo light, mas, saiu um bolo normal (engordiet?). Compramos uma embalagem de Açúcar Light União e veio um livro de receitas junto, todas com o açúcar light. Resolvemos fazer com açúcar normal e ficou muito bom, qualquer hora vamos fazer uma das receitas light. Outra coisa, não tínhamos erva-doce e substituímos por uma colher de chá de extrato de baunilha.
INGREDIENTES:
Bolo: 1 e 1/2 xícara de farinha de trigo; 1 e 1/2 xícara de fubá; 1 colher de sopa rasa de fermento químico em pó; 1 pitada de sal; 1 xícara de leite; 1/2 xícara de leite de coco; 1 colher de sopa de semente de erva-doce; 4 ovos; 1 1/2 xícara de açúcar; 1 xícara de óleo.
Cobertura: 1 e 1/2 xícara de leite, 1/2 xícara de leite de coco; 1 lata de milho verde escorrido; 3 colheres de sopa de amido de milho; 5 colheres de sopa de açúcar; 2 colheres de sopa de manteiga; canela em pó para polvilhar. 
MODO DE FAZER:
Bolo: Peneire o trigo, o fubá, o fermento e o sal, reserve. Ferva o leite com o leite de coco e a erva-doce, tampe e reserve. Na batedeira, bata os ovos com o açúcar até triplicar o volume. Aos poucos adicione a mistura de ingredientes secos em três partes, alternadas com o óleo em duas partes, mexendo sempre com uma espátula. Coe o leite quente e adicione-o à massa, incorporando delicadamente. Despeje a massa em forma untada com margarina e polvilhada com fubá e leve ao forno (médio - 210°C) preaquecido até dourar. Espere amornar e espalhe o creme de milho até cobrir toda a superfície. Depois que esfriar completamente, polvilhe a canela e corte em quadrados. Sirva em temperatura ambiente.
Cobertura: No liquidificador bata todos os ingredientes, exceto a canela, até que o milho fique bem triturado. Passe por uma peneira e leve ao fogo médio, mexendo sempre, até engrossar. Cozinhe por mais 2 minutos e utilize quente.

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Torta Quente ao Creme de Champignhon


Esta receita foi criada com base em um creme de champignon que a Rosley fez para um "Frango com creme de champignon" que foi servido na igreja, sábado passado. Como sobrou creme, ela criou esse lanche, que ficou muito gostoso.
Ingredientes: 
1 pão de forma cortado para torta; 1litro de leite; 1 envelope de sopa creme de champignon; 1 envelope de sopa creme de queijo; 1 embalagem de champignon, com a água; 1 colher de sopa de farinha de trigo; 1 embalagem de creme de leite; 250 gramas de presunto picado; 250 gramas de queijo mussarela ralado; azeite de oliva a gosto.
Modo de fazer: 
Misture o leite, o creme de champignon, o creme de queijo, a farinha de trigo e o creme de leite, leve ao fogo até ficar bem cremoso. Misture o champignon fatiado. Em um prato, que vá ao forno, monte a torta: creme, pão, queijo, presunto, pão, alternando até que fique a última camada de creme, regue com azeite de oliva e leve ao forno até o creme começar a borbulhar.

terça-feira, 29 de maio de 2012

Pãozinho doce


Receita retirada dos nossos arquivos. Essa veio em um encarte da Revista Máxima dos anos 80/90. Não tem um nome específico, o título é "Que delícia de pãozinho", e, realmente, é muito gostoso.
Foi feito na casa do Robinson e da Arlete e, além de nós estavam o Rafael, a Runnie e o Anthony (3 meses). Dessa nossa peregrinação para fazer pães na casa de amigos e parentes, surgiu a ideia de criar uma nova atividade comercial: "personal baker"! Que tal? Vamos à receita:
Ingredientes:
3 3/4 xícaras de farinha de trigo; 1 pitada de sal; 50 gramas de manteiga; 2 sachês de fermento biológico seco; 1/3 de xícara de açúcar; 1 colher (chá) de canela em pó; 1 colher (chá ) de cravo em pó; 150 gramas de uvas passas brancas e pretas, sem sementes; 150 ml de leite morno; 1/3 de xícara de água; 1 ovo batido.  Para a cobertura:
1/4 de xícara de açúcar; 4 colheres (sopa) de leite.
Modo de fazer:
Peneire a farinha e o sal em uma vasilha. Acrescente o fermento, o açúcar, as especiarias e as uvas passas, misturando bem. Faça um buraco no centro dessa massa, despeje o leite morno, a manteiga, 1/3 de xícara de água e o ovo batido. Misture bem e coloque a massa sobre uma superfície enfarinhada. Amasse bem: use a palma da mão para esticar a massa e depois enrole em sentido contrário, se necessário, acrescente farinha de trigo aos poucos. Repita o processo por cerca de 10 minutos, até que a massa fique macia e bem elástica. Leve a massa para descansar em um saco plástico fechado e coberto por um pano até que dobre de tamanho (coloquei no forno, que foi aceso por cinco minutos e apagado e deixei por cerca de 40 minutos). Unte duas formas com um pouco de óleo e enfarinhe a seguir. Tire a massa do saco plástico, ajeite sobre superfície enfarinhada e corte em pedaços, fazendo bolinhas com as mãos. Espalhe as bolinhas pelas formas, deixando um bom espaço entre elas. Cubra os pãezinhos com filme plástico, para evitar que ressequem, e deixe crescer novamente em local aquecido, até dobrarem de tamanho (cerca de 1 hora). Preaqueça o forno em 200°C. Remova o plástico das formas. Faça a cobertura: dissolva 2 colheres de açúcar em 2 colheres de leite, mexendo bem. Pincele os bolinhos com essa mistura. Leve ao forno até que dourem. Enquanto isso, aqueça o resto do açúcar e do leite, espere dissolver e, após retirar os pães do forno, pincele-os novamente.
Obs: fizemos com e sem cobertura, ficou mais gostoso com cobertura. Fiz o dobro dessa receita, por isso rendeu bastante.

terça-feira, 22 de maio de 2012

Retornando com Paineira, carreteiro e layout novo

Depois de merecidas férias, estamos retornando. Resolvemos experimentar um layout um pouquinho diferente no blog. Sem muita experiência no assunto, mexe daqui, mexe dali e chegamos a esse aí. 
Voltamos com um belo presente recebido da Vovó Cristina, esse excelente kit da Paineira "A melhor carne-seca do Brasil".  
É claro que não poderíamos deixar de fazer um dos pratos mais tradicionais dos gaúchos: o carreteiro de carne de charque. A receita é a mais simples possível:
Coloque 1 kg de carne-seca Paineira de molho em água fria de um dia para o outro. No dia seguinte,  escalde e desfie a carne. Refogue uma cebola grande em azeite de oliva (usamos o temperado com alecrim), acrescente um dente de alho amassado e refogue mais um pouco. Junte a carne seca desfiada e misture bem, fritando até dourar. Neste ponto, retiramos metade da carne para fazer com macaxeira/mandioca cozida. Acrescente 3 xícaras de arroz e frite até ficar transparente. Despeje 6 xícaras de água quente, baixe o fogo, tampe a panela deixando uma pequena abertura para sair o vapor, experimente o sal, se for o caso, aproveite para corrigir. Quando o arroz estiver cozido, o carreteiro estará pronto. Sirva com salsinha picada e/ou queijo parmesão ralado na hora.
Obs: essa flor foi do pé de coentro da nossa varanda. 
Acima está a foto da carne seca com mandioca para os gaúchos/as ou com macaxeira para os pernambucanos.

terça-feira, 1 de maio de 2012

quinta-feira, 15 de março de 2012

Bolo integral

 
Receita retirada do Livro de Receitas "Delícias da Cozinha Vegetariana" que o Jonan, na época com 6 anos, estudando na Escola Adventista de Brasília, deu pra Rosley no Dia das Mães. Olhando a dedicatória onde está escrito: "Oh Deus de amor e bondade, Abençoe a vida inteira a mãezinha do coração.", dá uma saudade... 
Bem, é um livro com receitas bem interessantes e que, com certeza, iremos usar outras vezes.
Este Bolo Integral é muito gostoso. Tem maçãs e nozes e é muito fácil de fazer. Como demoramos um dia para fotografar, restou menos da metade, ou seja, foi devidamente aprovado. Vamos à receita!
Ingredientes:
1 xícara de farinha de trigo; 1 xícara de farinha de trigo integral; 1 xícara de açúcar; 3/4 de xícara de açúcar mascavo (usei Demerara); 1 colher de sopa de canela em pó; 1 colher de sopa de fermento químico; 1/2 colher de chá de bicarbonato; 1 colher de chá de sal; 3/4 de xícara de óleo; 1 colher de sopa de extrato de baunilha; 3 ovos; 3 maçãs picadas com casca; 1 xícara de nozes picadas.
Modo de fazer:
Misture todos os ingredientes, deixando as maçãs e as nozes por último. Unte e enfarinhe uma forma, coloque a massa do bolo e leve para assar em forno médio (210° C) pré-aquecido por cerca de 45 minutos ou até que enfiando um palito, este saia limpo.
Obs:
A Deborah do Delícias 1001 postou um Bolo de maçãs muito parecido com esse.

segunda-feira, 12 de março de 2012

Azeite com Manjericão ou Alecrim

Essa foi uma experiência que deu certíssimo. Esses vidros de azeite estavam em oferta no supermercado. A Rosley resolveu juntar azeites de excelente qualidade e temperos da nossa varanda. O sabor ficou inigualável. Use na salada, no pão, no queijo, ou no que você imaginar.

O modo de fazer é: apenas lavar muito bem um galho do seu tempero preferido, um dente de alho grande com pequenos talhos e colocar no vidro de azeite, em poucos dias já pode ser utilizado.

Abaixo uma foto da flor do nosso manjericão, seguindo o exemplo da Gina, do gostoso Naco Zinha, que costuma encerrar seus posts com uma flor.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...