quinta-feira, 31 de maio de 2012

Torta Quente ao Creme de Champignhon


Esta receita foi criada com base em um creme de champignon que a Rosley fez para um "Frango com creme de champignon" que foi servido na igreja, sábado passado. Como sobrou creme, ela criou esse lanche, que ficou muito gostoso.
Ingredientes: 
1 pão de forma cortado para torta; 1litro de leite; 1 envelope de sopa creme de champignon; 1 envelope de sopa creme de queijo; 1 embalagem de champignon, com a água; 1 colher de sopa de farinha de trigo; 1 embalagem de creme de leite; 250 gramas de presunto picado; 250 gramas de queijo mussarela ralado; azeite de oliva a gosto.
Modo de fazer: 
Misture o leite, o creme de champignon, o creme de queijo, a farinha de trigo e o creme de leite, leve ao fogo até ficar bem cremoso. Misture o champignon fatiado. Em um prato, que vá ao forno, monte a torta: creme, pão, queijo, presunto, pão, alternando até que fique a última camada de creme, regue com azeite de oliva e leve ao forno até o creme começar a borbulhar.

terça-feira, 29 de maio de 2012

Pãozinho doce


Receita retirada dos nossos arquivos. Essa veio em um encarte da Revista Máxima dos anos 80/90. Não tem um nome específico, o título é "Que delícia de pãozinho", e, realmente, é muito gostoso.
Foi feito na casa do Robinson e da Arlete e, além de nós estavam o Rafael, a Runnie e o Anthony (3 meses). Dessa nossa peregrinação para fazer pães na casa de amigos e parentes, surgiu a ideia de criar uma nova atividade comercial: "personal baker"! Que tal? Vamos à receita:
Ingredientes:
3 3/4 xícaras de farinha de trigo; 1 pitada de sal; 50 gramas de manteiga; 2 sachês de fermento biológico seco; 1/3 de xícara de açúcar; 1 colher (chá) de canela em pó; 1 colher (chá ) de cravo em pó; 150 gramas de uvas passas brancas e pretas, sem sementes; 150 ml de leite morno; 1/3 de xícara de água; 1 ovo batido.  Para a cobertura:
1/4 de xícara de açúcar; 4 colheres (sopa) de leite.
Modo de fazer:
Peneire a farinha e o sal em uma vasilha. Acrescente o fermento, o açúcar, as especiarias e as uvas passas, misturando bem. Faça um buraco no centro dessa massa, despeje o leite morno, a manteiga, 1/3 de xícara de água e o ovo batido. Misture bem e coloque a massa sobre uma superfície enfarinhada. Amasse bem: use a palma da mão para esticar a massa e depois enrole em sentido contrário, se necessário, acrescente farinha de trigo aos poucos. Repita o processo por cerca de 10 minutos, até que a massa fique macia e bem elástica. Leve a massa para descansar em um saco plástico fechado e coberto por um pano até que dobre de tamanho (coloquei no forno, que foi aceso por cinco minutos e apagado e deixei por cerca de 40 minutos). Unte duas formas com um pouco de óleo e enfarinhe a seguir. Tire a massa do saco plástico, ajeite sobre superfície enfarinhada e corte em pedaços, fazendo bolinhas com as mãos. Espalhe as bolinhas pelas formas, deixando um bom espaço entre elas. Cubra os pãezinhos com filme plástico, para evitar que ressequem, e deixe crescer novamente em local aquecido, até dobrarem de tamanho (cerca de 1 hora). Preaqueça o forno em 200°C. Remova o plástico das formas. Faça a cobertura: dissolva 2 colheres de açúcar em 2 colheres de leite, mexendo bem. Pincele os bolinhos com essa mistura. Leve ao forno até que dourem. Enquanto isso, aqueça o resto do açúcar e do leite, espere dissolver e, após retirar os pães do forno, pincele-os novamente.
Obs: fizemos com e sem cobertura, ficou mais gostoso com cobertura. Fiz o dobro dessa receita, por isso rendeu bastante.

terça-feira, 22 de maio de 2012

Retornando com Paineira, carreteiro e layout novo

Depois de merecidas férias, estamos retornando. Resolvemos experimentar um layout um pouquinho diferente no blog. Sem muita experiência no assunto, mexe daqui, mexe dali e chegamos a esse aí. 
Voltamos com um belo presente recebido da Vovó Cristina, esse excelente kit da Paineira "A melhor carne-seca do Brasil".  
É claro que não poderíamos deixar de fazer um dos pratos mais tradicionais dos gaúchos: o carreteiro de carne de charque. A receita é a mais simples possível:
Coloque 1 kg de carne-seca Paineira de molho em água fria de um dia para o outro. No dia seguinte,  escalde e desfie a carne. Refogue uma cebola grande em azeite de oliva (usamos o temperado com alecrim), acrescente um dente de alho amassado e refogue mais um pouco. Junte a carne seca desfiada e misture bem, fritando até dourar. Neste ponto, retiramos metade da carne para fazer com macaxeira/mandioca cozida. Acrescente 3 xícaras de arroz e frite até ficar transparente. Despeje 6 xícaras de água quente, baixe o fogo, tampe a panela deixando uma pequena abertura para sair o vapor, experimente o sal, se for o caso, aproveite para corrigir. Quando o arroz estiver cozido, o carreteiro estará pronto. Sirva com salsinha picada e/ou queijo parmesão ralado na hora.
Obs: essa flor foi do pé de coentro da nossa varanda. 
Acima está a foto da carne seca com mandioca para os gaúchos/as ou com macaxeira para os pernambucanos.

terça-feira, 1 de maio de 2012

Férias...

Pôr do sol em Porto de Galinhas... Estivemos lá e, em breve, estaremos de volta, aqui.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...