quarta-feira, 29 de junho de 2011

Torta merengue de limão

Resultado da mistura de duas receitas (a massa do caderno da Rosley e o recheio do Grande Livro de Receitas da Claudia), essa Torta Merengue de Limão é feita desde 2002, no mínimo, uma vez por ano no aniversário do Ruan, 25 de junho (sobremesa pedida por ele). Parece complicada, mas não é, e vale a pena fazer, pois é muito saborosa! Abaixo uma foto dele e da sua querida namorada Mari.
Para a massa:
1 pacote de 170 gr de biscoito Maizena triturado no liquidificador; 100 gr de manteiga.
Para o recheio:
6 colheres de sopa de Maizena; 3 colheres de sopa de farinha de trigo; 1 e 1/2 xícara de açúcar; 1/4 de colher de chá de sal; 2 xícaras de água; 4 gemas batidas de leve; 1/4 de xícara de suco de limão; 1 colher de sopa de casca de limão ralada; 1 colher de sopa de manteiga.
Para o merengue:
2 claras (usei as 4 que sobraram); 1/2 colher de chá de fermento químico em pó; 1/4 de xícara de açúcar.
Prepare a massa: coloque a manteiga em pedaços sobre o biscoito e vá misturando até obter uma farofa úmida, transfira para uma forma e vá espalhando até cobrir o fundo e as laterais. Leve para assar em forno baixo (180°), pré-aquecido, por 10 minutos.
Prepare o recheio: em uma panela média, misture a Maizena, a farinha, o açúcar e o sal. Aos poucos, coloque a água, mexendo até ficar um creme homogêneo. Leve ao fogo médio até engrossar e ficar transparente, retire do fogo e junto um pouco às gemas, batendo com um batedor de mão para aquecê-las. Adicione as gemas ao creme na panela e mexa bem até ficar homogêneo (a receita manda voltar ao fogo, eu não volto mais, pois o creme está bem quente). A seguir, ainda fora do fogo, acrescente os ingredientes restantes (suco de limão, casca e manteiga) e misture bem. Recheie a massa e reserve.
Prepare o merengue: na batedeira, bata as claras com o merengue até espumar. Adicione o açúcar aos poucos, batendo sempre até formar picos firmes. Com uma espátula, espalhe o merengue sobre o recheio (se sobrar cobertura, faça merengues e asse sobre papel manteiga). Asse até dourar de leve. Deixe esfriar e sirva gelada.

Obs: essa torta fica bem diferente daquelas que levam leite condensado no recheio. Particularmente, achamos que fica melhor.

domingo, 26 de junho de 2011

Bolo pamonha

Retirado da revista "Receitas Maravilhosas" da Mococa, este "bolo pamonha" teve de ser feito duas vezes. Explico, na primeira vez levamos para uma reunião na igreja. Não deu tempo de tirar foto, nem sobrou um pedaço para contar história. Assim, fizemos novamente. Nas duas vezes deu muito certo. Ficou muito bom, úmido por dentro e bastante saboroso.
Como bom pernambucano e em tempo de festas juninas, sinto falta das comidas típicas da época aqui no Sul. Pra compensar, de vez em quando, procuro fazer, junto com a Rosley, gaúcha do Alegrete, algumas dessas gostosuras: mungunzá, canjica, pamonha, etc...
Ingredientes:
5 espigas de milho verde, 1 lata ou caixinha de leite condensado, 1/2 xícara de leite, 100 gr de manteiga, 3 ovos, 1 colher de sopa de fermento em pó químico.
Modo de fazer:
Debulhe os grãos de milho da espiga fazendo cortes rente ao sabugo ou usando o apetrecho descoberto pela Karina Batista do Mariacarambola. No liquidificador coloque o leite condensado, o leite, a manteiga e os ovos. Aos poucos acrescente o milho e vá batendo bem. No final misture o fermento. Coloque em uma forma untada e enfarinhada e leve ao forno médio (180°C) pré-aquecido, por cerca de 40 minutos ou até que enfiando um palito, este saia limpo. Retire do forno, espere amornar e sirva.
Obs: três coisas me atraíram nesta receita. 1) A simplicidade, feita no liquidificador. 2) A possibilidade de usar todo o milho. 3) O sabor, que lembra a pamonha.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Geleia de kinkan

Conforme o prometido no post anterior, colhemos as kinkans (deu um dó...) mas, valeu a pena. Fiz a receita exatamente como a Neide orientou no blog dela, o "Come-se". Ficou deliciosa... A parte trabalhosa foi tirar as sementes daquelas laranjinhas, como é que pode ter tanta semente numa fruta tão pequena? Comemos com um pedaço de queijo brie, hummm.... O salgado do queijo e o doce cítrico da geleia combinaram perfeitamente. Mas pode comer até de colher. Vamos à receita:

Ingredientes e modo de fazer:
350 g de kinkan
1 e 1/2 xícara de água
1 xícara de açúcar
Lave bem as laranjinhas, tire a parte do cabinho e corte em quatro. Tire as sementes e embale-as numa trouxinha de pano. Pique com uma faca a polpa. Coloque a laranjinha picada, as sementes e a água numa panela de aço inoxidável. Cozinhe até ficar macia (cerca de 10 minutos). Tire a trouxinha. Junte o açúcar e deixe cozinhar, mexendo de vez em quando, até ficar cremosa.

Obs:
Após colocar o açúcar, o ponto de geleia chegou muito rapidamente, assim, se você for fazer, cuidado... Fique atento/a! Durante o cozimento a água evaporou bastante, fiquei até com medo de queimar... Felizmente deu tudo certo!

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Pé de bergamota e kinkan

Fomos na Floricultura Progresso que fica em Camobi, bairro aqui de Santa Maria, e fomos surpreendidos com a quantidade e qualidade das mudas de árvores frutíferas e ornamentais. Não resistimos e adquirimos duas mudas, uma de bergamota e outra de kinkan.
Tirar bergamota do pé e comer é indescritível, quem tem fruteiras no quintal sabe o prazer que dá, isso eu já tinha feito aqui no sul. Agora, a kinkan, só me lembro de ter visto em bandejas, e eram muito caras, essa muda custou apenas nove reais!
Depois das fotos tiradas, vamos colher as frutas e fazer geléia de bergamota já postada aqui e geléia de kinkan, receita retirada do blog "Come-se", que aliás detalha a origem dessa linda laranjinha, aguardem...
Ah, por enquanto as duas mudas vão ficar enfeitando nossa varanda até decidirmos se vamos plantar ou deixar em vasos.

sábado, 11 de junho de 2011

Sopa creme de abóbora

Embora já tenha mudado, ainda não me adaptei ao ritmo da nova morada. Assim, sem querer me justificar e, já me justificando, perdoem a demora e falta de postagens e visitas.
Segue uma receita simples e ideal para ser servida nesses tempos frios daqui de Santa Maria, e olha que o inverno ainda nem chegou!
Ingredientes:
1 cebola picada, 1 dente de alho, 1 colher de chá de óleo, 1 quilo de abóbora (de preferência para doce, que é bem amarela), sal e pimenta do reino a gosto, salsa, 1 embalagem de creme de leite.
Modo de fazer:
Refogue a cebola e o alho no óleo, junte a abóbora, o sal e a pimenta, deixe cozinhar até que a abóbora esteja bem macia, leve ao liquidificador com o creme de leite e volte ao fogo para ficar bem cremosa, salpique com a salsa e se gostar use queijo ralado.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...